Blog

Quais as informações mínimas que devem ter um rótulo personalizado segundo Anvisa?

Quando se trata de rótulos personalizados de produtos regulados pela Agência Nacional de

Vigilância Sanitária (Anvisa), é fundamental entender as informações técnicas necessárias para

garantir a segurança e a qualidade dos produtos disponibilizados no mercado. Vamos explorar

quais são as informações mínimas exigidas pela Anvisa em um rótulo personalizado:

Identificação do produto: O rótulo personalizado deve conter o nome do produto de forma

clara e visível. Além disso, é importante incluir informações como a marca registrada, o nome

do fabricante ou importador e o lote de produção, para rastreabilidade e identificação do

produto em casos de recall.

 

Lista de ingredientes: Uma das partes mais relevantes do rótulo personalizado é a lista de

ingredientes, que deve estar em ordem decrescente de concentração. Essa informação é

essencial para os consumidores com alergias alimentares ou restrições dietéticas. Também é

necessário fornecer informações sobre substâncias alergênicas, conforme legislação específica.

Prazo de validade: A data de validade é um elemento crítico em qualquer rótulo personalizado.

É importante que esteja claramente indicada, fornecendo informações sobre até quando o

produto é considerado seguro e eficaz para uso. O prazo de validade é determinado por

estudos de estabilidade e deve seguir as normas da Anvisa.

Instruções de uso e armazenamento: Os rótulos personalizados devem incluir informações

claras sobre como usar e armazenar o produto adequadamente. Isso pode incluir orientações

sobre a quantidade a ser aplicada, a frequência de uso, a forma correta de conservação

(temperatura, umidade etc.) e até mesmo advertências sobre a exposição ao sol ou contato

com outras substâncias.

 

Informações de segurança e advertências: A Anvisa exige que os rótulos personalizados

forneçam informações sobre possíveis riscos, efeitos colaterais ou precauções necessárias ao

utilizar o produto. Isso pode incluir advertências específicas para gestantes, crianças, pessoas

com condições médicas específicas, bem como indicações sobre os cuidados necessários ao

manusear o produto, como o uso de luvas ou máscaras.

 

Registro e número de autorização: É obrigatório que o rótulo personalizado contenha o

número de registro ou autorização emitido pela Anvisa. Essa informação indica que o produto

passou por avaliação e atendeu aos requisitos regulatórios estabelecidos.

É importante ressaltar que essas são apenas algumas das informações mínimas que devem

constar em um rótulo personalizado, de acordo com as regulamentações da Anvisa. A

finalidade dessas diretrizes é garantir a segurança dos consumidores, proporcionando

informações adequadas para que eles possam tomar decisões conscientes ao escolher e

utilizar produtos.

 

Portanto, ao ler um rótulo personalizado, é essencial prestar atenção a essas informações

técnicas para garantir sua saúde e bem-estar.